Tratamento de Microvasos - PEIM


Os microvasos ou popularmente conhecidos como telangiectasias, afetam uma porcentagem grande da população, 6 em cada dez mulheres possuem microvasos. Além da interferência estética, onde as pessoas tem vergonha de expor os microvasos, ainda existem as queixas e sintomas como sensação de peso, cansaço, inchaço, caãibra, dor, irritação nas pernas.

Não se sabe exatamente porque algumas pessoas possuem essas telangiectasias e outras não, entretanto, estudos revelam que em 90% dos casos há predisposição familiar e que há prevalência de 40% nas mulheres enquanto que em homens é de 15%.


Existem vários fatores que podem predispor o aparecimento dos microvasos, e entre eles estão: obesidade, traumas, pessoas que permanecem longo tempo numa mesma posição, em pé ou sentadas com as pernas cruzadas, gravidez e uso de hormônios femininos que contém estrógenos .

O PEIM utilizando a glicose é uma forma de tratamento destinado basicamente a fibrosar tecidos, no qual essa substancia age dispersando o filme protetor de fibrinogênio da camada íntima e lesando o endotélio venoso, a fibrina é depositada dentro e ao redor da parede venosa, causando uma reação inflamatória, que gradualmente se transforma em fibrose. Essa reação faz a veia colabar e deixar de ser visível.

Não existe um momento certo para fazer as sessões. Os microvasos podem ser tratados todo o ano, evidente que nesse período é aconselhável não tomar sol. E para potencializar os resultados utilizar as meias elásticas.

A administração do medicamento é feita com uma agulha usada só para esta finalidade. É uma agulha muito fina, trifacetada e biselada, mais fina que um fio de cabelo e que não produz dor quase nenhuma, a tão conhecida como agulha de insulina. Cada sessão só podem ser aplicadas 10 ml de Glicose, seja ela á 50% ou 75%. As sessões ocorrem quinzenalmente.

Quais os cuidados que devem ser tomados para evitar a evolução dos  vasos e cuidados pós início de tratamento:

- Manter um peso equilibrado,

- Dieta rica em fibras, cereais, alimentos integrais, frutas, vegetais e grãos, que ajudam no controle do peso e evitam a constipação intestinal.

-  Fazer uma atividade física regular,

- Colocar as per­nas elevadas, sempre que possível,

- Não fume!

- Evite permanecer de pé ou sentado por mais de uma hora.

- Não use cintas abdominais, roupas apertadas, meias com elásticos apertados e jeans excessivamente justos.

- Não tomar sol no dia do procedimento;

- Não fazer ginástica pesada no dia;

- Usar um creme para retirar as equimoses caso aconteçam;

- Use sapatos confortáveis. Saltos muito altos (acima de 7 cm) podem ser prejudiciais à sua circulação.

- Melhore muito sua circulação fazendo exercícios aeróbicos

- Evite exercícios de alto impacto ou que façam força para baixo.

- Sempre que puder eleve os pés um pouco acima do coração.

- Beba muita água – 2 a 3 litros por dia, uma boa hidratação é fundamental

Outra importante medida terapêutica é a utilização da compressão elástica por meio do uso de meias elásticas de compressão graduada. Esse importante método deve ser indicado em todos os pacientes com queixas relacionadas às varizes. As meias elásticas graduadas (medicinais) são prescritas relacionando-se o grau de compressão da meia com a gravidade da doença varicosa. Para casos de teleangiectasias e veias reticulares, prescrevem-se meias elásticas de 10 a 20 mmHg de compressão (EKLOF et al., 2004).


0 Comments