sexta-feira, 1 de maio de 2020

Livro 31: O Teatro Mágico em palavras I



Sinopse: Onde termina a música e onde começa a história? Pensando nisso, Maíra Viana fez derramar da ponta do lápis para a folha do papel um conto para cada canção composta por Fernando Anitelli, em seu projeto musical O Teatro Mágico. E assim se deu o encontro sublime da poesia do “menino do violão” com a prosa da “menina das palavras”. São histórias que vão do cotidiano urbano ao universo das fábulas. Pode alguém depositar esperanças numa estrela cadente? Como salvar nossa fé em disquete? Onde estarão os sonhos outrora pendurados num varal onírico? Pode alguém passar dias e dias com dor de cabeça de felicidade? Haveria espaço para mais alguém ali que não fosse ela e sua sombra? Para cada música, uma história. Para cada historia, um personagem. Para cada personagem, uma ilustração. Assim é “O Teatro Mágico em Palavras”. Arte Agregada. Um sarau em cada página! Permitam-se.


Opinião: Eu sou suspeita de poder dizer qualquer coisa relacionada ao Teatro Mágico. Desde que eu conheci a banda, minha vida mudou, não é por menos que carrego uma frase de suas músicas em meu braço em homenagem a meu pai. Falar do livro então se torna a mesma coisa. Baseado no primeiro disco da banda " Entrada para raros (na minha opinião, meu preferido até hoje), Maíra Viana nos desafia a olhar tudo com outros olhos. Fica difícil falar de seus contos no livro, quando o subtitulo já descreve todo o resto. São inspirações, as mais belas e bonitas. As ilustrações são impecáveis, lembrando o nosso querido nordeste. Queria poder ter os outros da coleção, afinal esse é o tipo de livro que eu deixo na cabeceira, e quando bate uma saudade e a ele que a gente recorre.

"Onde já se viu passar dias e dias com dor de cabeça de felicidade?" Sinos imaginários

" Esperança é algo que já não tenho mais. Voou do varal numa noite qualquer. O mesmo varal onde pendurei minha fé."

"Sinto falta do nosso silêncio a dois. Sinto falta dos adjetivos nas mensagens que ouço. Eles devem estar nos meus textos de madrugada. Todos traduzem a fé em nós." 

" Quem sabe um dia bate um vento e, de tão forte, te faça trazer de volta o que sempre foi meu" O varal

"Se tem alguém escrevendo a comédia de erros dessa minha vida, por favor, inserir um kit de primeiros socorros nas ruas por onde eu passo, nos cenários da minha história e, principalmente, próximo ás pessoas que acenam pra mim."

" Todo dia eu acordo buscando saber quem sou e de onde vem o mundo. E me faço as mesmas perguntas. É como se eu estivesse vendo as coisas do mundo sempre pela primeira vez. É como se eu nascesse de novo, todo dia."

"O que passou é passado, vejo pelo retrovisor" 

" Pelo retrovisor, vejo todas as pessoas que eu poderia ter sido e não fui. Pelo retrovisor, vejo tudo que escolhi não viver enquanto a cidade me devora dia-a-dia"

" Meus sonhos estão na UTI. Esperança já não há. Os milagres estão todos em coma. Sigo só. Só me resta esperar."

" Enquanto fechava os olhos imaginava meus sonhos acordando, milagres reagindo e esperança entrando pelo portão de casa."


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atualizações do Instagram

SnapWidget · Free Widget