domingo, 29 de março de 2020

Livro 07: Um lugar na Janela - Relatos de uma viagem

A resenha de hoje é especial! É de uma das autoras que sou muito fã, a Martha Medeiros! Quem não né?


Sinopse do livro: Em Um Lugar na Janela, a cronista Martha Medeiros abre espaço para a viajante. Aqui não há nada inventado, tudo aconteceu de verdade: as melhores lembranças, as grandes furadas ainda em tempos pré-internet, as paisagens de tirar o fôlego. A autora de Feliz por nada compartilha com seus leitores as mais afetuosas memórias de viagens feitas em várias épocas da vida, aos vinte e poucos anos e sem grana, depois, já mais estruturada, mas com o mesmo espírito aventureiro, e com diversos acompanhantes: as amigas, o marido, as filhas, o namorado, não importa a companhia, vale até mesmo viajar sozinha.


Com o mesmo estilo pessoal das crônicas, Martha Medeiros transmite aquilo que de melhor se leva de uma viagem: as recordações. É como deixar-se perder num lugar novo – pode ser uma mochilagem pela Europa, uma aventura em Machu Picchu, uma temporada no Chile, poucos dias no Japão – para depois se reencontrar consigo mesma.
Um lugar na janela é um convite para deixar de lado a comodidade do sofá, as defesas e embarcar junto com Martha. O bom viajante é aquele que está aberto a imprevistos, ou seja, a viver.

" Eu queria ir. Para onde, não importava. Tinha pânico de criar raiz."

"A liberdade é uma ilusão, eu sei. Ninguém é inteiramente livre, a não ser que não possua vínculos. " 

"Continuar é um verbo que também me define" 

"Nada como viajar com o amor da nossa vida, mesmo que esse amor não seja pra sempre. Outros amores vieram e virão, outras viagens também." 

Minha opinião: Não tem como não gostar de Martha Medeiros e seu jeito comediante de viver e ver as coisas. Diferente dos outros livros que ela já escreveu, " Um lugar na janela" conta a trajetória de Martha em várias viagens, sendo ela sozinha, acompanhada, com família, amigos ou quem fosse, podia ser em hotéis caros a casas de amigos ou os hotéis mais baratos, o trato era apenas não deixar de viajar.
Esse foi um dos livros que me abriram os olhos para o que existe lá fora, lembrar que o mundo não acaba em nossa cidade, e que de n formas podemos viajar, dando uma de mochileiros ou de menininha rica, e que de qualquer forma sempre tiramos ótimas experiencias de todos os lugares.
O mais gostoso do livro é que não é um roteiro de viagem sobre quais pontos turísticos você pode ir, mas se passa um relato como se você fosse contar sua ultima viagem para sua melhor amiga!
Mesmo ainda preferindo suas comédias românticas, esse livro não deixa de ter o entusiasmo de um dia poder viver uma daquelas viagens.

Gostaram? Quem quiser saber mais sobre a Martha Medeiros tem uma resenha dela (aqui!)



Quer saber a resenha de algum livro? Comenta ai em baixo!

Atualizações do Instagram

SnapWidget · Free Widget